O ensino da fé cristã na Península Ibérica
(séculos XIV, XV e XVI)

Buscar por

10 de 3 documento(s) encontrado(s)


Martín Pérez, Libro de las Confesiones
Pablo Martín Prieto

Entre os tratados de confissão em língua vernácula da Espanha baixo medieval o Livro das Confissões de Martín Pérez se destaca como o único que, por seu rigor e amplitude se aproxima das summae confessorum latinas coetâneas, mesmo que com um caráter menos acadêmico e mais ameno do que essas

Ver
Sermões de São Martinho de Leão / Sermones de Santo Martino de León
Pablo Martín Prieto

São Martinho de Leão (ca.1130-1203), professor na igreja colegiata de São Isidoro de Leão sob a regra dos canônes de Santo Agostinho, começa sua obra por volta de 1185 e pode ser considerado como uma figura que faz ponte entre a tradição cultural hispânica alto medieval, de influência isidoriana, e o novo clima teológico-intelectual chegado de além Pireneus, das mãos de autores como Graciano e Pedro Lombardo.

Ver
Tratado de Penitencia de Juan Martínez de Almazán
Pablo Martín Prieto

De Juan Martínez de Almazán – segundo José María Soto Rábanos, que se deteve, principalmente, em estudar sua obra em nosso tempo – é pouco o que se sabe: que sua vida decorreu entre as últimas décadas do século XIV e as primeiras do XV, que foi um clérigo natural da diocese de Siguença e que estudou artes liberais e Direito canônico na universidade de Salamanca; com efeito, no prôemio do tratado que nos ocupa ele mesmo se descreveu como “licenciado em artes e bacharel em canônes”

Ver